Maquiagem: O que levar na necessaire

Oi meus amores! Tudo bem? Hoje darei algumas dicas para ajudar vocês na hora de arrrumar a necessaire.

coisas toda mulher deve carregar na necessarie Coisas que toda mulher deve carregar na nécessaire

Ter uma nécessaire dentro da bolsa é indispensável para qualquer mulher. Nela, pode-se guardar itens básicos para retocar a maquiagem ou até mesmo objetos úteis para estar prevenida contra algum imprevisto. E o melhor é que é possível montar um kit completo sem precisar carregar muitos produtos, basta saber escolher o que levar.

Na hora de comprar a sua nécessaire, não escolha apenas pelo modelo, pelo material ou pela estampa, mas sim de acordo com o espaço disponível para guardá-la e com o que pretende carregar nela. Uma boa dica de como escolher a nécessaire ideal é optar por modelos de tamanho médio, que não ocupam muito espaço e nem deixa a bolsa pesada demais.

É importante que a nécessaire tenha divisórias, além de compartimentos internos e externos para guardar itens menores e facilitar a organização. Para poupar tempo na hora de procurar os itens, outra sugestão é apostar em modelos de nécessaire transparentes.
Como já dito, não é preciso carregar todos os seus produtos de beleza e maquiagem dentro da nécessaire, somente os mais básicos e, de preferência, em tamanhos menores. Se você ainda não montou seu kit, confira agora uma lista com coisas que toda mulher deve carregar na nécessaire.

O que carregar na nécessaire?

  • Pó facial compacto: Controla o brilho do rosto e garante um efeito de pele aveludada por mais tempo. Dê preferência para a versão compacta, pois caso a embalagem abra, o produto não vai esparramar todo dentro da nécessaire.
  • Lápis de olho: Preto ou marrom, escolha a cor da sua preferência. Ótimo para incrementar o make.
  • Máscara para cílios Incolor, preto ou marrom. É sempre bom ter um rímel dentro da nécessaire para deixar o olhar ainda mais bonito.
 
  • Batom ou gloss: Escolha uma cor neutra como o incolor (para o gloss) ou nude (batom), opções que combinam com qualquer produção para o dia-a-dia. Tenha também uma tonalidade mais vibrante como o vermelho ou pink, assim você consegue transformar um make básico em mais sofisticado para curtir um happy hour com os amigos sem precisar voltar para casa.
  • Trio de sombras: Escolha três cores de sombras mais neutras e que possam ser usadas a qualquer hora do dia. Se preferir, escolha um trio de sombras degradê, com a mesma cor em tons variados.
  • Blush: Para quem não gosta de ficar sem aquela aparência de rosto saudável, o blush não pode ficar de fora do kit maquiagem. Escolha modelos em que o pincel já vem junto com o produto para não ocupar muito espaço.
  • Protetor labial: Importante levar sempre na bolsa, já que é necessário hidratar os lábios diariamente para protegê-los do ressecamento e dos raios solares.
  • Perfume: Leve sempre com você o seu perfume preferido. Para não carregar o vidrinho inteiro dentro da nécessaire, procure sempre ter o seu perfume preferido na versão menor.
  • Absorventes: Toda mulher precisa ser prevenida e ter absorvente e/ou protetor diário dentro da nécessaire, tudo para se salvar dos imprevistos “naqueles dias”.
  • Espelho: Ideal para retocar a maquiagem ou apenas para dar aquela conferida no visual. Existem modelos de nécessaires que já vêm com espelho, mas caso o seu não tenha, acrescente um dentro da sua bolsinha.
  • Escova de cabelo: A escova de cabelo também pode ser encontrada em modelos pequenos, ótimos para levar dentro da nécessaire sem ocupar tanto espaço como os modelos de tamanho normal.
  • Lenços umedecidos: São ótimos para remover a maquiagem em qualquer lugar. Existem lenços umedecidos em embalagens com tamanhos menores, específicos para a mulher carregar na bolsa.
  • Pincéis: Os pincéis de maquiagem são opcionais. Caso queira carregá-los, porém sem ocupar tanto espaço, tenha na sua nécessaire pelo menos um pincel de aplicar sombra e outro de blush.

Compartimentos menores

Dentro de bolsos internos e externos da sua nécessarie, coloque itens menores e que não fazem muito volume. Algumas sugestões:
  • Remédios: Para salvar aqueles dias de cólica, dor de cabeça e de estômago, tenha sempre alguns remédios dentro da sua nécessaire.
  • Amarrador de cabelo: Quando os fios soltos não colaboram, ter um amarrador de cabelo de elástico ou silicone pode ser a salvação.
  • Lixa de unha: Ih, quebrou a unha? Para não ter aquela sensação ruim da unha quebrada enroscando no cabelo, na roupa ou em qualquer outro lugar, tenha sempre uma lixa de unha na bolsinha.
  • Pinça: Além de muito útil, ela não ocupa muito espaço.

História da Maquiagem

A palavra “cosmético” vem do grego kosmetikós, que quer dizer “o que serve para ornamentar”, para decorar, enfeitar. Deixar mais belo. Daí em diante: Primer. Base. Pó compacto. Sombra. Máscara para cílios. Delineador. Blush. Batom… E não acaba! Tudo culpa dos faraós que já no Egito antigo se preocupavam com maquiagem.

As pinturas nos sarcófagos das pirâmides respeitavam a lei da frontalidade, quer dizer, não pintavam somente o que viam, mas tudo o que existia. Nessa lei, os olhos eram representados sempre com destaque por acharem que eles eram a alma da pessoa. Por causa dessa crença, as mulheres caprichavam no make em volta dos olhos, bem delineados com pó de kholPó de khol é o produto de uma poeira preta condensada do qual é feito o Kajal, um lápis forte e macio. No antigo Egito esse Kajal era um produto natural, fabricado pelos próprios egípsios, porém hoje em dia é perigoso tentar faze-lo em casa, pois há muito chumbo na composição dokhol e pode ser infeccioso, cuidado.

Há passagens da Bíblia que evidenciam que Jezebel era muito vaidosa e já usava maquiagem e se enfeitava com ouro. “Em seguida Jeú entrou em Jezreel. Ao saber disso, Jezabel pintou os olhos, arrumou o cabelo e ficou olhando de uma janela do palácio”. Outra passagem é como uma metáfora para as mulheres, onde Deus condena a vaidade de Jerusalém (tomando a cidade como uma mulher), O que você está fazendo, ó cidade devastada? Por que se veste de vermelho e se enfeita com jóias de ouro? Por que você pinta os olhos? Você se embeleza em vão, pois os seus amantes a desprezam e querem tirar-lhe a vida.” Isso porque os católicos já percebiam que o uso de maquiagem era evidência de vaidade, de sedução, de erotismo.

Porém, para além do campo da sedução, a maquiagem também sempre foi usada como instrumento de rituais e crenças. Além das egípsias, o kajal sempre foi muito utilizado pela religião indu que acreditava e ainda acredita que essa ‘tinta natural’ proteja os bebês e as crianças contra os ‘olhos do diabo’. Em algumas tribos há maquiagens diferentes para rituais de casamento, de nascimento, de oferendas, ou de batalhas. Isso porque os indígenas acreditam nas energias das cores e das composições naturais dos pigmentos.

Além do Kajal que delineava toda a volta dos olhos, era utilizada uma sombra esverdeada feita a partir de metais. Esse pó metálico grudava nas pálpebras e, além de deixar tudo muito mais bonito, protegia a pele.

Aliás, proteção era uma questão importante para Cleópatra, por exemplo. Diz a lenda que toda noite, antes de dormir, Cleópatra aplicava uma pasta no rosto, uma mistura de leite de cabra e miolo de pão, além claro, de tomar banho de leite com mel. O que deixava a pele mais macia e clara, essa era a moda daquela época. Os homens deviam ser mais morenos e as mulheres mais claras. Essa é uma pista bem nítida de que a sociedade era totalmente machista. Ter a pele mais clara significava que a mulher era mais frágil e o homem é que trabalhava e pegava no pesado embaixo do Sol.

Mas pele clara não era exclusividade de Cleópatra, lá por meados do século I, Popéia Sabina – segunda esposa do imperador romano Nero – lançou essa moda pela Roma antiga. Conta-se que todas as mulheres a imitavam usando a famosa pasta de leite de jumenta e miolo de pão durante a noite. E durante o dia, pintavam as veias sobre a pele com tinturas azuis que as deixavam com aspecto translúcido. Mais claro que isso, impossível!

E não para por ai. Na Renascença italiana as mulheresusavam alvaiade, um pigmento branco totalmente à base de chumbo para dar o mesmo efeito de pele clara – conta-se que para curar os danos que o chumbo causava no rosto, durante a noite as mulheres usavam uma pasta feita de vitelo cru.

Depois, na era gótica, a obsessão pelo rosto ávido e as formas alongadas – característica própria do estilo artístico da época – era tanta que as mulheres raspavam os cabelos na parte da testa prolongando até quase a metade da cabeça e faziam o mesmo com as sobrancelhas, isso alongava o rosto.

No Japão, as gueixas rebocavam – literalmente – o rosto com um pó argiloso feito de arroz, o oshiroi. Toda a superfície da face era revestida com esse pó de arroz e deixava asmulheres realmente brancas com aspecto de porcelana, como bonecas. Mas além dessa máscara quase maciça sobre a pele, as japonesas usavam e as gueixas ainda usam uma bochecha rosada em formato circular, cílios pretos com a volta toda avermelhada e lábios em formato de coração bem vermelhos.

Porém, roubando idéia de toda essa criatividade feminina em prol da beleza, foi na verdade, um homem quem inventou a base cremosa. A primeira de toda a história. Galeno criou uma mistura de água, cera de abelha e óleo de oliva – imagino as situações em que as mulheres se metiam por causa desse creme, de picadas de abelha a queimaduras no sob o Sol do verão europeu por causa do óleo. Depois, claro, outras pessoas foram evoluindo essa composição, até a base de hoje em dia, que tem um milhão de tonalidades e algumas até com protetor solar.